Sunday, February 18, 2018

E agora, algo completamente diferente...

Sabiam que a agropecuária é a principal causa do aquecimento global e da destruição dos recursos naturais do planeta?

Duvidam? Então convido-vos a dar uma espreitadela neste documentário. É um escândalo, sinto que tenho sido enganada à bruta.



E esta, ein?

De qualquer forma, não como carne há cerca de 4 meses. Mas disso falarei numa próxima postagem.

Friday, February 2, 2018

O coração de Simon contra o mundo / Becky Albertalli

Sinopse:

Simon Spier tem 16 anos e os únicos momentos em que se sente ele próprio são vividos atrás do computador.

Quando Simon se esquece de desligar a sessão no computador da escola e os seus emails pessoais ficam expostos a um dos colegas, este ameaça revelar os seus segredos diante de toda a escola. 

Simon vê-se, assim, obrigado a enfrentar as suas emoções e a assumir quem verdadeiramente é perante o mundo inteiro.

Opinião:

É um livro algo ternurento, mas não percebo o porquê da média acima das 4 estrelas no goodreads. Talvez seja porque não existem assim tantos livros sobre a homossexualidade dentro do género YA. Lê-se bem, mas não achei nada de extraordinário. O facto de ter lido há pouco tempo o "Guarda-me para sempre", que me marcou imenso pela positiva e envolve igualmente duas pessoas que se correspondem por carta e email sem se conhecerem, provavelmente também não ajudou à festa.

------------------------------------------------------------------------------------------------------

ALBERTALLI, Becky

O coração de Simon contra o mundo / Becky Albertalli. - Porto: Porto Ed., 2017. - 247 p.

Literatura jovem adulto--romance / ficção--homossexualidade

821.111(73)-31

ISBN: 978-972-0-04865-3

COTA: JA 82-3 ALB

--------------------------------------------------------------------------------------------------------

Saturday, January 13, 2018

A tábua de Flandres / Arturo Pérez-Reverte

Sinopse:

No fim do século XV, um velho mestre flamengo introduz num dos seus quadros, sob a forma de uma partida de xadrez, a chave de um segredo que poderia ter mudado a história da Europa. Cinco séculos depois, uma jovem restauradora de obras de arte, um antiquário homossexual e um excêntrico jogador de xadrez conjugam os seus esforços para tentar resolver o enigma. A investigação conduzi-los-á através de uma apaixonante pesquisa na qual os lances do jogo irão abrindo as portas de um mistério que acabará por envolver todos os seus protagonistas. "A Tábua de Flandres" é um apaixonante jogo de armadilhas e inversões - pintura, música, literatura, história, lógica matemática - que Arturo Pérez-Reverte vai encadeando com diabólica destreza.

Opinião:

Fugi à regra das leituras infanto-juvenis porque uma utilizadora habitual da biblioteca onde trabalho disse-me que imaginou a personagem Júlia à minha semelhança.  Hummm... Não sei porque lhe terá ocorrido semelhante ideia, mas pronto, tudo bem!
Sinceramente, não gostei. A escrita do autor tem demasiadas referências culturais/intelectuais que não acrescentam nada à história nem embelezam o texto, o que me levou a ler vários excertos na diagonal. Além disso, as personagens são presunçosas e a motivação do assassino, ridícula! Uma desilusão!

------------------------------------------------------------------------------------------------------

PÉREZ-REVERTE, Arturo, (1951-)

A tábua de Flandres / Arturo Pérez-Reverte. - Lisboa: D. Quixote, 2007. - 307 p. - (Ficção universal)

Literatura espanhola

821.134.2-31

ISBN: 978-972-20-2702-1

COTA: 821.1/.9-3 PER

--------------------------------------------------------------------------------------------------------

Tuesday, January 9, 2018

O Cuquedo e um amor que mete medo / Clara Cunha

Sinopse:

O Cuquedo e um amor que mete medo é uma nova história da dupla Cara Cunha e Paulo Galindro, autores do enorme sucesso O Cuquedo que prometem continuar a causar furor entre a pequenada e voltam com uma sequela divertidíssima acompanhada de magníficas ilustrações.

Opinião:

Porque até o maior dos malandrecos precisa de companhia, aqui temos o Cuquedo à procura de par. As candidatas sucedem-se, porém, falta-lhes o requisito mais apreciado: quem não sabe assustar, não serve para casar!

Os mais pequenos irão com certeza apreciar a adaptação dos versos à moda da "Carochinha" e a sua repetição, bem como as tentativas pouco assustadoras das pretendentes.



------------------------------------------------------------------------------------------------------

CUNHA, Clara, (1971-)

O Cuquedo e um amor que mete medo / um susto contado por Clara Cunha ; pincelado por Paulo Galindro. - Lisboa: Livros Horizonte, 2017. - [36] p. : il.

Literatura infantil

821.134.3-34

ISBN: 978-972-24-1860-7

COTA: 8 CUN

--------------------------------------------------------------------------------------------------------

Hora de deitar, Baltasar! / Yasmeen Ismail

Sinopse:

São horas de ir para a cama, mas o Baltasar não se quer ir deitar.

Sempre fugidio e brincalhão, ele esconde-se na copa das árvores, nas poças de lama e na pia da cozinha. O Baltasar até prefere tomar banho, só para não ter de ir dormir! Mas, com toda esta correria, não é que o Baltasar ficou com sono?

A história do irrequieto Baltasar é perfeita para ler às crianças quando chega a hora de deitar.

Opinião:

A história de um adorável cão que tudo faz para fugir à hora de dormir. 

O meu pequeno de 3 anos amou, chegando mesmo a gargalhar em diferentes momentos (ter-se-á certamente identificado, pois é menino para lutar ferozmente contra o sono!). A ilustração é belíssima, tendo já conquistado o Prémio Melhor Livro Ilustrado do New York Times.

---------------------------------------------------------------------------------------------------

ISMAIL, Yasmeen

Hora de deitar, Baltasar! / Yasmeen Ismail. - Amadora: Booksmile, 2017. - [30] p. : il.

Literatura infantil

821.111(417)-34

ISBN: 9789898855428

COTA: 8 ISM

----------------------------------------------------------------------------------------------------

Saturday, December 30, 2017

Leituras de 2017

O primeiro trimestre, no qual li absolutamente nada, escangalhou-me o desafio do Goodreads. Esperemos que o próximo ano traga mais leituras! Feliz 2018 para todos!


Saturday, December 2, 2017

Wattpad

Bom, tenho lido tanto livro com origem na ferramenta online wattpad, que não resisti a dar uma espreitadela. E vai não vai, criei um perfil e publiquei os 11 mini contos que escrevi numa fase muito específica da minha vida, na qual me sentia bastante desanimada com a minha vida profissional.

Aqui fica o link, para quem quiser ler:


Tenho para mim que muitas outras histórias vão nascer aqui!

Friday, November 24, 2017

Ready player one = Jogador 1 / Ernest Cline

Sinopse:

Em 2044 o mundo tornou-se um lugar triste, devastado por conflitos, escassez de recursos, fome, pobreza e doenças.

Wade Watts só se sente feliz na realidade virtual conhecida como OASIS, onde pode viver, jogar e apaixonar-se sem constrangimentos.

Quando o criador do OASIS morre, deixa a sua imensa fortuna e o controlo da realidade virtual a quem conseguir resolver os enigmas que aí escondeu. Os utilizadores têm apenas como pistas a cultura pop dos anos 1980.

Começa assim uma frenética e perigosa caça ao tesouro. Nos primeiros anos, milhares de jogadores tentam solucionar o enigma inicial sem sucesso. Até que Wade por acaso desvenda a primeira chave.

De um momento para o outro, vê-se numa corrida desesperada para vencer o prémio, uma corrida que rapidamente continua no mundo real e que põe em risco a sua vida.

Opinião:

Embora o futuro distópico esteja bem construído, acho que faltou magia na forma de escrever, pois nunca senti grande emoção à medida que a acção decorria (daí as 3 estrelas em vez das 4 que poderia ter dado). Tendo nascido em 1980, não apanhei todas as referências à década, mas ainda assim, as reconhecidas fizeram-me regressar ao passado e deram-me vontade de rever alguns clássicos. Penso que dará uma belíssima adaptação ao cinema, sobretudo pelas mãos mágicas do Spielberg (todo o enredo é a cara dele)! Aguardo com ansiedade!

Guarda-me para sempre / Brigid Kemmerer

Sinopse:

Juliet ainda não conseguiu aceitar a morte da mãe. Quatro meses depois, continua a escrever-lhe cartas, deixando-as junto à campa, numa tentativa desesperada de manter a mãe viva e bem perto de si.

Declan é o tipo de rapaz que todos temem. Depois de se meter novamente em sarilhos, é obrigado a prestar serviço comunitário no cemitério local. Além da sua má reputação, ele enfrenta também os demónios do passado. Quando Declan lê uma das cartas que Juliet deixou no cemitério, decide também ele escrever-lhe. Nasce assim uma relação magnética e inexplicável. As palavras que trocam por carta, dia após dia, são libertadoras e reconfortantes, e o amor vai nascendo nas entrelinhas do acaso.

Até ao dia em que a vida real ameaça quebrar todo o encanto. Juliet e Declan estão prestes a descobrir coincidências terríveis que os mudarão para sempre.

Opinião:

Adorei verdadeiramente, mas passei alguma vergonha nos transportes públicos, sendo que lacrimejei página sim, página não! A sério, é um livro super emotivo, um romance delicioso que dá também vontade de chorar apenas porque chegou ao fim. Vou já procurar outros livros desta escritora!

P.S.: Só odiei a capa e a tradução do título. A sério, rosa e azul bebé não combinam minimamente com a história, se não tivesse lido a sinopse, jamais pegaria nele!

O diagrama de Zenn / Wendy Brant

Sinopse:

Eva é uma supergeek da matemática e há uma razão para ela preferir os números e as calculadoras ao convívio normal entre jovens. Poucos o sabem, mas basta que Eva toque com as mãos em alguém - ou nas suas coisas - para ter visões que lhe mostram as inseguranças, receios e segredos dessa pessoa. Por isso, ela prefere manter as mãos bem guardadas e ficar na sombra. E tudo parece correr bem!

Quer dizer, tem 17 anos, nunca teve namorado e tem apenas uma amiga, mas não é uma completa aberração! Até que chega o dia em que o charmoso e solitário Zenn Bennett entra na sua vida! É amor ao primeiro toque! No entanto, quando ela mergulha no mundo de Zenn, descobre que afinal as coincidências que os unem são demasiado duras... e poderão separá-los para sempre.

Opinião:

Achei este romance uma fofura, a sério! Primeiro: é impossível não sentir uma ternura enorme pelas duas personagens principais. Segundo: a história tem um twist que, pelo menos para mim, foi inesperado. Só achei que, nos primeiros capítulos, a autora mastigou em demasia os fractais da Eva. Felizmente, ultrapassada essa fase, nunca mais senti uma ponta de aborrecimento. Gostei bastante!

Lady Midnight / Cassandra Clare

Sinopse:

Paixão, determinação e criaturas diabólicas, nesta nova e tão aguardada trilogia de Cassandra Clare. 

Os Caçadores de Sombras de Los Angeles voltam com novas aventuras.

Passaram cinco anos desde que o mundo dos Caçadores de Sombras esteve à beira da extinção. Emma Carstairs já não é uma criança de luto, mas uma jovem guerreira determinada a descobrir quem matou os seus pais e a vingar a sua perda.

Opinião:

Não achei nada de especial, talvez por só agora ter chegado ao mundo dos caçadores de sombras. De qualquer forma, também confesso que a escrita da autora não me agradou por aí além...












... e que raio de ideia foi aquela do Julian entalar o Anselm Nightshade? Pareceu-me cruel, estúpido e despropositado. Já para não falar na proposta que a Emma faz ao Mark no final do livro, tipo, a sério? Bah... Ainda assim, tendo sentido a angustia de duas pessoas que se amam sem poderem revelar esse mesmo amor, acho que vale as 3 estrelas.

Wednesday, September 27, 2017

Percy Jackson / Rick Riordan

Tempo é coisa que me falta, daí que não ande a fazer o habitual comentário a cada leitura, e muito menos a respectiva ficha bibliográfica. É tarefa para voltar a fazer, mas não nos próximos tempos.

Terminei agora a saga Percy Jackson e gostei bastante. Os dois primeiros livros pareceram-me mais fraquinhos, mas a partir do terceiro, o enredo torna-se mais interessante e menos previsível. Há sempre muita acção e confesso que tive um gosto enorme em mergulhar na mitologia grega.


Fiquei bastante satisfeita com o final, apenas achei um pouco fraquita a cena em que o Percy e a Annabeth se declaram. E irritou-me que a editora de repente tenha deixado de traduzir o nome da espada do Luke.

Por agora, faço uma pausa neste mundo, sendo certo que não tardarei a pegar na saga "Os heróis do Olimpo", que é a continuação da série.

Até já, Percy Jackson!